Primeira adida agrícola da profissão, Andrea Parrilla compartilha sua rotina e parabeniza colegas pelo Dia do Zootecnista

Há três meses atuando como adida agrícola, Andrea incentiva: É gratificante.

Foto: Andrea Parrilla - Auditora Fiscal Federal Agropecuária

Tradicionalmente o Anffa Sindical homenageia os AFFAs das cinco profissões que compõem a carreira. Hoje, em razão do Dia do Zooctenista, conversamos com a AFFA recém nomeada adida agrícola, Andrea Parrilla. A Zootecnista formada pela Universidade Estadual Paulista, na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias possui pós-graduação em agribusiness pela Universidade de Brasília e atua há 16 anos como Auditora Fiscal Federal Agropecuária. Recentemente mudou-se para a Argentina para ocupar um posto de adidância agrícola.

Ela relata com muita satisfação como conseguiu se tornar a primeira zootecnista adida agrícola do Brasil. “Graças às minhas experiências anteriores como Coordenadora de Regulação e Propriedade Intelectual da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais, e coordenadora da Comissão de Alimentos do Subgrupo de Regulamentos Técnicos e Avaliação da Conformidade – Mercosul, em conjunto com dois anos de estudo específicos para essa vaga, me senti preparada para enfrentar o desafio da adidância.”

Andrea Parrilla conta que suas atribuições na Argentina são muito diversas, pois o próprio trabalho em si é dinâmico. “Não somente aqui, mas o trabalho do adido em essência é identificar desafios, oportunidades e possibilidades de comércios, investimentos e cooperação técnica para o agronegócio brasileiro, diversificando a pauta de importação do país onde atuamos, e agregando valor ao produto brasileiro.”

Segundo ela, desde 2019, mais de 200 mercados foram abertos para produtos do agro brasileiro, sendo que 65% dessas aberturas tem atuação dos adidos agrícolas.

A Zootecnista se orgulha ao recordar o prestígio que esses profissionais possuem dentro das negociações diplomáticas. “Os técnicos dos outros países nos vêem com muito bons olhos, pois sabem que estão trabalhando junto a um profissional que possui conhecimento técnico e científico sobre o assunto tratado. Quando produzimos um regulamento técnico, por exemplo, nossa expertise facilita o diálogo, clarifica dúvidas pontuais que muitas vezes teriam o potencial de arruinar uma negociação por desconhecimento daquele requisito”, defende, “por isso a importância de uma ampla bagagem de conhecimentos específicos”.

Por ocasião da data de hoje, Andrea parabeniza os colegas zootecnistas e se recorda da escolha que moveu seu coração 20 anos atrás quando concluiu a graduação. “Felicito meus colegas zootecnistas pela importância de nossa profissão. Certamente que todas as demais carreiras são extremamentes importantes para o agro brasileiro, mas a zootecnia foi a formação que escolhi e da qual sinto muito orgulho.”

Em relação à adidância, Parrilla não tem a pretensão de ser a primeira e única adida da profissão por muito tempo. “Entendo que todas as carreiras do MAPA tem muito a contribuir na atuação como adido agrícola e cada profissional terá a possibilidade de demonstrar seu diferencial no posto escolhido, portanto incentivo meus colegas zootecnistas que possuem o desejo de ingressar na adidância, se dediquem!  Entendam o papel do adido para estarem preparados para atuar, se dediquem ao processo seletivo para chegar com bagagem e venham cientes: os desafios são muitos, mas o trabalho é gratificante.”

Anffa Sindical

ANFFA Sindical é o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários
Setor Comercial Sul, Quadra 2, Bloco C, 4º andar, Ed. Jockey Club - 70.302-912 - Brasília, DF
+55 (61)3224-0364  / +55 (61) 3246-1599
+55 (61) 3968-6573 / + 55 (61) 99202-4764 
+ 55 (61) 99226-6626  / + 55 (61)99932-0149