13
Ter, Abr

+ Notícias

Nesta quinta-feira, 04/03, durante reunião entre Diretoria Executiva Nacional (Direx), Comando Nacional de Mobilização (CNM) e Conselho de Delegados Sindicais, os participantes receberam esclarecimentos sobre a logística da aplicação dos Exames Médicos Periódicos (EMP), promovido pela Divisão de Atenção à Saúde do Servidor (DIASS), da Coordenação Geral de Gestão de Pessoas (COGEP), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O intuito é aumentar o número de adesão, levando em consideração que é um direito do servidor. A reunião serviu, ainda, para estreitar os laços entre a Coordenação e o Anffa Sindical, no sentido de divulgar a realização do EMP e oferecer orientações que facilitem a compreensão do processo.

A chefe da DIASS, Ana Paula de Souza Rodrigues, fez uma contextualização geral, desde a assinatura do convênio em 2020, ciclo piloto, execução e cronograma, além da atuação do ponto focal.

O objetivo é avaliar e identificar possíveis alterações na saúde do servidor relacionadas à atividade laboral e/ou ambiente de trabalho, possibilitando a adoção de medidas de prevenção, e fornecer dados para direcionar políticas e ações voltadas à saúde e bem-estar do servidor.

O EMP é realizado conforme a idade, com uma lista básica de exames para todas as faixas etárias, e complementares por faixa etária. A periodicidade é baseada em critérios de idade, sexo e exposição a riscos.

O ciclo piloto começou com servidores em atividade de Santa Catarina e do Laboratório Federal de Defesa Agropecuária em Minas Gerais. Foram convocados 430 empregados públicos, sendo 5% servidores do Mapa. Deste número, 82% participaram e houve 37% concluintes.

A ideia agora, é fornecer um prazo de três meses para participação e execução do EMP, no âmbito nacional. Espera-se, ao final, que em 2021 haja a manifestação efetiva de 95% dos servidores e 60% concluintes.

O segundo ciclo começa ainda na primeira quinzena de março, dividido por Unidades da Federação em três etapas, com término em outubro deste ano.

“Esta é uma luta antiga da Divisão. Em outubro faremos o levantamento do resultado e esperamos alcançar nosso objetivo, de 60%. Tivemos um feedback positivo dos servidores que participaram e pedimos apoio de todos para alcançarmos o maior número de pessoas. Isto é uma conquista em prol do servidor”, concluiu Ana Paula.

0
0
0
s2sdefault