02
Qui, Abr

CONAFFA

O trabalho sistemático do CNM (Comando Nacional de Mobilização) foi apresentado pelos representantes dos Comandos Regionais, Janus Pablo (AL) e Rogéria Oliveira Conceição (DF). O coordenador do Comando, Welcinton Alves, que faria a apresentação, teve que se ausentar em virtude de uma atividade de emergência pelo MAPA.

Na ocasião, Janus Pablo lembrou que o trabalho vem sendo feito, tanto nas dependências do sindicato, com reuniões de avaliação do cenário nacional, como fora, nas incursões ao Congresso Nacional e reuniões no Executivo.

“Hoje, quando vamos falar com os parlamentares, não perdemos mais tempo explicando o que é a carreira e o que ela representa. Já somos conhecidos e isso é resultado de organização e muito trabalho”, disse.

O AFFA lembrou que a agenda do CNM não tem sido fácil, diante de uma atmosfera de perda de direitos e ameaças às prerrogativas da carreira. “Cerca de 90 % das nossas ações são ligadas a defesa da nossa categoria. Gastamos muita energia ainda para manter nossas atribuições e perdemos energia quando vamos focar na pauta que queremos, que é mais concursos públicos, adicional de fronteira e nivelamento salarial com as demais carreiras de auditoria do serviço público federal”.

Um dos momentos marcantes lembrados no resumo das atividades do CNM foi a reunião dos dirigentes sindicais com o ministro da Casa Civil, Onix Lorenzoni, que ocorreu no dia 26 de setembro e foi objeto de análise do grupo.

Sobre os desafios que se desenham para o futuro, Janus deixou a máxima: “é na crise que se extrai o melhor do ser humano. A nossa carreira tem espaço e muito para crescer. Temos um cenário não muito favorável, mas vamos sair do caos e correr atrás dos objetivos sem esquecer da história dos mais velhos e da energia dos mais novos, que devem beber dessa sabedoria e nos ajudar no trabalho conjunto”.

Já a AFFA Rogéria Oliveira Conceição coube fazer uma apanhado das ações, incluindo as reuniões mensais, o trabalho parlamentar realizado no Congresso Nacional e demais atividades em consonância com a Direx e os estados.

Ela também falou do projeto intitulado “Café com Anffa”, que serve como um novo canal de aproximação entre o filiado e o sindicato. Existente desde 2018, o projeto já foi responsável pela realização de 60 eventos com a presença de mais de 1300 participantes.

A próxima atividade, segundo Rogéria, será a realização do curso de Assessoria Parlamentar, que deverá acontecer em Brasília, para cerca de 40 AFFAs que tenham interesse em integrar a equipe do Anffa Sindical no trabalho parlamentar.

“O trabalho do CNM é de fundamental importância porque precisamos de renovação, de novos colegas na atuação sindical e a convocação de mais gente para trabalhar só engrandece as ações em prol de todos”, defendeu o presidente do Anffa Sindical, Maurício Porto.

Ao final, o grupo respondeu a perguntas dos participantes, inclusive aquelas feitas pelo aplicativo do evento. 

0
0
0
s2sdefault