02
Qui, Abr

CONAFFA

A programação do V Conaffa, da tarde desta terça-feira (22/10), começou com a apresentação da implementação das teses dos Congressos anteriores pelo secretário de Planejamento do Anffa Sindical, Paulo Reis, pelo diretor do departamento, Ricardo Nascimento, e pelo secretário geral, Serafim Costa. Todo o material será disponibilizado na área restrita da página do Sindicato para consulta a qualquer momento.

Paulo Reis começou falando da satisfação em ver o plenário cheio, o que denota a possibilidade de muitos resultados profícuos em prol do sindicato e da categoria. “A ideia de fazer um balanço das ações oriundas das diretrizes veio de um dos Congressos e, diante disso, nos articulamos e fomos buscar informações”, disse.

Ao secretário geral Serafim Costa, coube a apresentação do balanço de ações concluídas desde a primeira edição do Conaffa, ocorrido em 2009, em Belém do Pará, com o tema “Responsabilidade e a importância social”. “Foi o início da nossa caminhada em relação a montagem um plano de trabalho do Anfa Sindical”, disse. De lá, foram extraídas 32 diretrizes das teses apresentadas. O saldo foi de 31% executadas e 22% em andamento.

Intitulada de “Gestão e fiscalização, novos desafios do Fiscais Federais Agropecuários”, o II Conaffa, realizado em 2012, teve, das 27 diretrizes, 30% executadas, 15% em andamento.

Já a terceira edição, ocorrida em agosto de 2014, foi a que mais teve diretrizes. Ao todo, 107. Destas, 16% foram executadas e 56% estão em processo de execução. O tema daquele ano foi: “Anffa Sindical: instrumento para a organização da carreira de fiscalização federal agropecuária”.

Por fim, no IV Conaffa, as teses apresentadas se constituíram em 46 diretrizes e 98 ações. “Como cada tese pode ser transformada em várias ações, este número nunca é o mesmo”, explica Serafim.

“Ao final desse V Conaffa, já vamos estar com o hall de novas diretrizes que terão passado pelo referendo da plenária e será um insumo para trabalhar no plano operativo 2020/2023. A primeira reunião já ocorrerá na primeira semana de dezembro, em Porto Alegre. É o momento de trabalharmos novas demandas que darão um norte para nossas atividades sindicais”, comenta Paulo Reis.

Ao fim da apresentação, o diretor do departamento da Secretaria de Planejamento, Ricardo Nascimento, fez um apanhado sobre a missão do sindicato na promoção, de forma sustentável, do fortalecimento e valorização da carreira buscando a defesa de seus interesses e sua consolidação junto ao poder público, a sociedade e a comunidade internacional.

“Com esse objetivo, veio a política da qualidade do Anffa Sindical na busca pela excelência na gestão sindical e no cumprimento das demandas dos filiados, por meio da melhoria contínua dos processos internos, com base nos aprimoramento do modelo de gestão. O objetivo é atender com excelência os filiados, assegurar que a prestação dos serviços seja feita a contento, investir na qualificação profissional dos colaboradores, entre outros”, disse.

Entre as ações realizadas desde que a atual diretoria assumiu, foi contratada uma consultoria especializada para treinamento de diretores e funcionários, elaborados documentos e manuais, instruções de trabalho e formulários e planilhas. Foram implantados sistemas de controle chamados de matrizes de medição e monitoramento, onde cada diretoria do sindicato detalha o nível de atividade da qual é responsável e cujos resultados são objeto de avaliações periódicas durante as reuniões da Direx.

Para conclusão breve, Ricardo explicou que há a expectativa de realização de auditorias internas, treinamento de análises de risco e consolidação da implantação do SGQ (Sistema de Gestão de Qualidade) em todas as Delegacias Sindicais.

Homenagem – Antes da apresentação do grupo, durante alguns informes, o coordenador da comissão organizadora do evento, Marcos Lessa, solicitou aos colegas um minuto de silêncio em solidariedade à família do AFFA aposentado Vicente de Paula Vasconcelos de Menezes, 87 anos, que teve seu corpo encontrado em meio ao que sobrou da queda do edifício Andrea, ocorrida dia 15 de outubro, em Fortaleza. Além dele, a esposa Izaura Marques Menezes, 81 anos, e a filha Rosane Marques de Menezes, 56, também estavam entre as vítimas.


0
0
0
s2sdefault