Apreensões de 905,6 toneladas de alimentos contaminados livram o país de graves danos à saúde

Resultados foram alcançados com o trabalho de auditores agropecuários, em operações integradas na unidade do Vigiagro de Foz do Iguaçu, no 1º semestre de 2022

Foto: Anffa Sindical

Por meio do trabalho realizado pela Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), na unidade de Foz do Iguaçu (PR), evitou-se a entrada, em território brasileiro, de 905,6 toneladas de alimentos de origem animal, impróprios para o consumo humano, durante os seis primeiros meses deste ano.

São produtos provenientes da Argentina (765,51 toneladas) e do Paraguai (140,08 toneladas) que foram devolvidos à origem por problemas que vão de irregularidades documentais e de rotulagem, à contaminação por parasitas e microrganismos. 

Do total rechaçado, 676,64 toneladas (74,7%) foram de pescado congelado. Deste montante, a maioria (600,74 toneladas) é de filé de merluza, o que representa 88,78% e cujo principal problema detectado foi a presença de parasitas atingindo cerca de 557 toneladas. Foram detectados, ainda, irregularidades em 186,95 toneladas de carne bovina e em 42 toneladas de queijo.  

De acordo com Adinan Galina, chefe do Vigiagro em Foz do Iguaçu, “além da presença de parasitas em pescados, foram encontradas as seguintes não conformidades: presença de Salmonella em filé de merluza, carne bovina, fígado bovino e filé de cação; presença da bactéria Escherichia coli em carne bovina e Coliformes Termotolerantes em queijo. São produtos que, além de apresentarem problemas relacionados à higiene, também poderiam causar graves danos à saúde do consumidor se passassem pela fronteira”, destaca Adinan.

A Vigiagro, órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), é responsável pela defesa da pecuária e da agricultura brasileira. Os auditores fiscais federais agropecuários (affas) que trabalham no órgão em campo atuam inspecionando caminhões, automóveis, aviões, trens e embarcações em todo o país. O objetivo é conter produtos de origem animal e vegetal que possam estar em condições inadequadas de consumo ou contaminados por parasitas ou microrganismos prejudiciais à agropecuária nacional ou à saúde humana.

CONTATO ASSESSORIA

FSB Comunicação 
Daniel Oliveira

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 
(61) 9 9634.1870
 

Anffa Sindical

ANFFA Sindical é o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários
Setor Comercial Sul, Quadra 2, Bloco C, 4º andar, Ed. Jockey Club - 70.302-912 - Brasília, DF
+55 (61)3224-0364  / +55 (61) 3246-1599
+55 (61) 3968-6573 / + 55 (61) 99202-4764 
+ 55 (61) 99226-6626  / + 55 (61)99932-0149