Sidebar

22
Ter, Jun

Notícias do Sindicato

Nesta quarta-feira (12), dirigentes do Anffa Sindical, representados pelo presidente, Janus Pablo, o vice, Ricardo Nascimento e a diretora de Relações Institucionais, Consuêlo Garrastazu, estiveram com o ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário, no intuito de estreitar laços e apresentar demandas relacionadas aos pleitos da categoria de Auditor Fiscal Federal Agropecuário (Affa).

Dentre os assuntos tratados, falou-se da necessidade de treinamento dos limites da atuação do Affa e possíveis conflitos de interesse, no âmbito de combate à corrupção. “Relatamos as dificuldades enfrentadas pelos colegas que atuam diretamente na linha de frente, nos frigoríficos e a necessidade de um treinamento conjunto, com a participação da CGU, mostrando a nossa área de atuação, as ações que podemos tomar sem entrarmos em conflitos de interesse, ou possíveis de ter alguma dificuldade em processos futuros”, disse Ricardo Nascimento.

Outro tema abordado foi sobre o andamento da Reforma Administrativa e possíveis impactos nas formas de contratação temporária. “Isso pode trazer prejuízos para a autonomia que é necessária e isenção daquele que está em uma planta frigorífica, atuando em fiscalização ou em outras áreas de atividades que são inerentes à nossa carreira”, acrescentou Nascimento.

O Ministro foi cordial, atentou-se aos argumentos colocados pelo Sindicato. “Ele achou interessante a questão do treinamento, adentrou em algumas questões sobre carreiras típicas de Estado e o papel do setor público”, informou.

De acordo com o vice-presidente, esta foi a primeira reunião entre o Anffa Sindical e CGU, é possível que novas portas sejam abertas para conversas futuras, principalmente no momento das regulamentações da Reforma Administrativa. “O próximo passo é procurar o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), para estreitar o relacionamento com a CGU. Esperamos que esta reunião traga bons frutos e que possamos trazer a Controladoria a outras demandas de interesse do Affa e ajude a consolidar a carreira como típica de Estado”, finalizou Ricardo.

0
0
0
s2sdefault