MAPA incrementa divulgação de dados do agronegócio com boletim Agrofoco

Os dados são de extrema relevância na busca da sistematização de informações que gerem mais incremento ao setor, pois agregam dados, como o IPCA Alimentos, o PIB da Agropecuária, o PIB do Agronegócio, o índice de Pessoal Ocupado no Agronegócio, o IPCA, o IGP-M, a Taxa de Câmbio, a Selic, etc.

O boletim Agrofoco de setembro (veja aqui), produzido pela Diretoria de Análise Econômica e Políticas Públicas (DAEP), vinculada à Secretaria de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, detalhou recentemente os indicadores setoriais e econômicos referentes ao agronegócio, com comparativos a anos anteriores e projeções para as próximas safras.

Os dados são de extrema relevância na busca da sistematização de informações que gerem mais incremento ao setor, pois agregam dados, como o IPCA Alimentos, o PIB da Agropecuária, o PIB do Agronegócio, o índice de Pessoal Ocupado no Agronegócio, o IPCA, o IGP-M, a Taxa de Câmbio, a Selic, etc.

Para este mês, o relatório mantém a alta na projeção do PIB do agronegócio (23,17% em comparação a 21,40% no mesmo período do ano passado), assim como nas exportações (50,34% contra 43,21%), mesmo no período de pandemia.

“Os números demonstram que crescemos. O PIB, os dados de exportação e todos os outros itens tiveram crescimento significativo. Obviamente, que existe uma oscilação natural neste período do ano, pois o pico da aquisição de créditos para a compra de equipamentos acontece no primeiro semestre. O segundo semestre é marcado pela entressafra, então, isso é cíclico. Pelos números demonstrados, e olhando o histórico anual, esperamos crescimento contínuo dos indicadores de valor bruto de produção, de exportação, entre outros, relacionados ao agronegócio”, projetou o diretor de Análise Econômica e Políticas Públicas, AFFA Luis Eduardo Pacifici Rangel.

Segundo ele, o relatório foi inspirado numa iniciativa do Banco Central, que é o Boletim Focus, porém, com informações do setor agropecuário. “São informações relevantes, que foram prospectadas por economistas, especialistas do agronegócio e de política agrícola, para trazer reflexão sobre quais são os indicadores macroeconômicos mais importantes para o setor agropecuário. Assim, podemos acompanhar mensalmente a evolução, comparada aos anos anteriores, e fazer essas projeções. Vermos como pode se dar a tendência de mercado”, explicou.

Segundo ele, atualmente, a secretaria de Política Agrícola pensa em desenvolver um boletim mais robusto, pensando também no apetite voltado para a contratação de créditos, com os instrumentos diferenciados. As novidades, porém, não param por aí. “O mais importante de tudo isso é que esse é um ensaio para o que vem pela frente. O MAPA tem feito um trabalho muito interessante de mapeamento de bases de dados. Hoje, eles são disponíveis por meio de um projeto estratégico e corporativo chamado Observatório do Agronegócio, em que vamos reunindo informações de dados estratégicos de todos os sistemas da pasta e montando modelos para oferecê-los ao público dentro das limitações de restrição de informações e sigilo individual, que é uma prerrogativa da Lei de acesso à informação. É uma iniciativa que nos possibilita uma visão estratégica para a atração de investimentos”, garante 

Anffa Sindical

ANFFA Sindical é o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários
Setor Comercial Sul, Quadra 2, Bloco C, 4º andar, Ed. Jockey Club - 70.302-912 - Brasília, DF
+55 (61)3224-0364  / +55 (61) 3246-1599
+55 (61) 3968-6573 / + 55 (61) 99202-4764 
+ 55 (61) 99226-6626  / + 55 (61)99932-0149