22
Seg, Jul

Notícias do Sindicato

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente do Anffa Sindical, Maurício Porto, seu vice, Marcos Lessa, e os AFFAs (Auditores Fiscais Federais Agropecuários) Consuelo Garrastazu Paixão Cortês e Ibagé Costa Simões Pires se reuniram nesta quarta-feira (15/5) com o presidente da República em exercício, Antônio Hamilton Martins Mourão, oportunidade em que levaram ao general algumas das demandas de interesse da categoria dos AFFAs. A audiência foi possível graças a articulação pessoal do colega Ibagé Simões e da diretora de comunicação da Delegacia Sindical do Rio Grande do Sul, Soraya Marredo.

Na oportunidade, os dirigentes trataram de questões como a reposição da força de trabalho na carreira, a partir da convocação de excedentes, e concurso público para as demais categorias que compõem a carreira. Além deste assunto, foi discutida a reestruturação remuneratória com as demais carreiras de auditoria do serviço público federal.

Sobre as demandas apresentadas, o presidente em exercício foi categórico ao dizer que o país passa por dificuldades financeiras, além da necessidade de aprovação da Reforma da Previdência, mas que, no entanto, falaria com o ministro da Economia, Paulo Guedes, a respeito dos assuntos. Ele também disse que precisaria contatar a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e o secretário-executivo, Marcos Montes, para buscar viabilizar os pleitos em questão.

Durante a audiência foram entregues ainda alguns documentos ao presidente em exercício, como o que demonstra a involução do quantitativo de AFFAs até o momento, o que trata da defasagem salarial da categoria, além do estudo da FGV (Fundação Getúlio Vargas) demonstrando a importância da carreira para o agronegócio nacional e internacional.

“Para nós a reunião foi de extrema importância por se tratar de uma audiência com a autoridade máxima no país. Além disso, foi fundamental esse espaço para colocarmos nossas principais demandas à mesa e, mais ainda, saber que o presidente em exercício tem conhecimento desses assuntos”, disse o presidente do Anffa Sindical, Maurício Porto. 

0
0
0
s2sdefault