19
Dom, Nov

Artigos e Trabalhos Técnicos

O Anffa Sindical está lançando, oficialmente, nesta terça-feira (05/09), o resultado de estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) que aponta a relevância dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (AFFAs) para a sociedade e agronegócio brasileiro.

O material é resultado de minuciosa pesquisa realizada durante cinco meses pela FGV, contratada pelo Sindicato em dezembro de 2016.

Entre os pontos abordados no estudo, a pesquisa explica que, desde a década de 1990, o agronegócio brasileiro apresentou um aumento expressivo na produção da maior parte dos produtos e no volume das exportações e, levando-se em consideração as atribuições conferidas aos AFFAs e os resultados registrados pelo setor produtivo, é possível afirmar que os trabalhos dos Auditores Agropecuários têm resultado direto com o aumento do nível de competitividade do agronegócio brasileiro.

O documento também apresenta informações básicas sobre as áreas de atuação e atribuições dos AFFAs, e é recheado com gráficos explicativos como o que demonstra uma “Comparação entre o número de AFFAs e o Valor Bruto de Produção (VBP): principais produtos agrícolas e pecuários – 2000 a 2016”, a “Distribuição dos AFFAs nas Secretarias do MAPA” e o que aponta a “Redução do Risco Sanitário e Fitossanitário”, entre vários outros.



Além disso, o estudo traz importantes dados sobre a diminuição e total prevenção de doenças como febre aftosa, influenza aviária e outras as quais o combate depende diretamente do trabalho dos AFFAs.

O presidente do Anffa Sindical, Maurício Porto, explica que um estudo no sentido de demonstrar a importância dos AFFAs como esse realizado pela FGV nesta gestão (2014-2017), é pioneiro.

“O impacto do trabalho do Auditor Fiscal Federal Agropecuário, antes apenas Fiscal, para a agropecuária brasileira, agronegócio e para o PIB nacional é um tema que vinha sendo falado durante os últimos 40 anos, mas que ainda não havia sido preparado por meio de um material consistente e científico, baseado em estudos, como foi feito agora pela FGV”, afirma Porto.

Segundo o presidente, com o estudo em mãos, a Categoria pode, agora de forma concreta, divulgar o trabalho para a sociedade e consumidor final, e, também, para as empresas atendidas. “Com isso é possível demonstrar a essencialidade do trabalho dos AFFAs em relação à segurança alimentar, saúde pública, defesa agropecuária e às exportações brasileiras”, salienta.

Outo aspecto positivo do estudo, de acordo com Maurício Porto, é trabalhar a valorização da carreira junto à classe politica e ao próprio Governo Federal, que “poderá ter informações concretas sobre a importância do AFFA dentro desse contexto político/econômico do país”.

A Diretoria Executiva Nacional (Direx) do Anffa Sindical já vem apresentando o resultado da pesquisa a todas as lideranças políticas ligadas ao agronegócio. No dia 29/08, representantes do Sindicato estiveram com o presidente da Frente Parlamentar da Agricultura (FPA), deputado Nilson Leitão (PSDB/MT), para apresentar e entregar exemplar do estudo. Na mesma semana, reuniram-se com a Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados com a mesma finalidade.

De acordo com informações da Diretoria de Comunicação e Relações Públicas do Anffa Sindical (DCom), peças publicitárias com base nos dados apontados pelo estudo devem ser divulgadas em revistas e televisão no decorrer dos meses de setembro e outubro, conforme planejado no plano de marketing aprovado ainda em 2016. Nesta quarta-feira (06/09), a DCom e a Assessoria de Imprensa do Sindicato (RP1) devem ser reunir com jornalistas de grandes veículos nacionais para apresentação do material à imprensa.

O material já pode ser acessado, clicando aqui.