30
Sáb, Maio

Notícias do Sindicato

Foi publicado no Diário Oficial da União, na data de hoje, (31/03), o enquadramento, sob judice, de 28 servidores do extinto MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), ocupantes do cargo de Engenheiro Agrônomo, para o cargo de Auditor Fiscal Federal Agropecuário (AFFA), no quadro de pessoal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Desde 2019 o Anffa Sindical vem pleiteando, junto ao Ministério da Agricultura, tal questão, porém sempre negada, uma vez que as atividades do MDA foram anexadas ao MAPA. “Nós, como sindicato, conversamos com o Secretário Executivo à época, informando que éramos favoráveis no enquadramento deles, já que cumpriam todos os requisitos para que fossem incluídos na carreira. Nos manifestamos junto à Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, mas, infelizmente, não fomos atendidos”, informou o presidente do Anffa Sindical, Maurício Porto.

Atualmente, há um grande déficit da categoria, e tal momento vem ao encontro a essa necessidade. “Já estamos com déficit alto de Affa da área vegetal, ou seja, dos Engenheiros Agrônomos como no Vigiagro, laboratórios, inspeção de produtos de origem vegetal, fiscalização de insumos agrícolas, na classificação vegetal, enfim, em todas as áreas que dizem respeito a nossas atribuições na área vegetal”, acrescentou Maurício.

Para Pedro Vianna, um dos convocados, esta nomeação veio para contribuir com a carreira. “Estamos felizes, agora, aguardamos o local que seremos lotados na área de Defesa. Vamos cobrir uma lacuna”, disse. A média da idade desses novos auditores é de 40 anos e isso é um ponto positivo, já que, hoje, há muitos Auditores Fiscais Federais Agropecuários próximos à aposentadoria. “Juntou a necessidade e nossa presença no órgão, agora, temos muito a contribuir”, exclamou.

O Sindicato vê essa situação de forma muito positiva. “Esperamos que o outro grupo que ainda aguarda decisão judicial seja vitorioso. Que também possam acrescentar em nossa carreira, para o cargo de Affa, compondo o grupo que realiza atividades essenciais para esse país, tendo em vista, que estamos passando por uma pandemia e, nesse momento, a área de abastecimento e segurança alimentar são de suma importância para nosso país”, colocou Porto.

O Anffa Sindical continua trabalhando pela realização de novos concursos de áreas que ainda não foram contempladas como engenheiros agrônomos, químicos, farmacêuticos e zootecnistas. 

Veja o documento na íntegra

0
0
0
s2sdefault