18
Ter, Fev

Notícias do Sindicato

A equipe do Núcleo de Identidade e Qualidade de Alimentos (IQA), lotada no Laboratório de Controle de Qualidade e Segurança de Alimentos/Laboratório de Defesa Agropecuária de Minas Gerais (LACQSA/LFDA-MG), integra a força-tarefa designada no processo investigativo do caso da contaminação das cervejas da Backer. Ela foi responsável pela rápida implementação do método analítico que está sendo utilizado para detectar a contaminação por monoetilenoglicol e dietilenoglicol nas amostras coletadas pelo Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (SIPOV-MG). Todas as análises estão sendo realizadas no LACQSA/BH.

Os profissionais do IQA/BH envolvidos neste trabalho são dois Auditores Fiscais Federais Agropecuários (AFFAs), Fernando Diniz Madureira e Leila Rodrigues Caldeira, uma Técnica de Laboratório, Thalita de Faria Maia, e uma Auxiliar de Laboratório, Ana Angélica Cangussu Bicalho.

Ao longo dessas últimas semanas, os AFFAs trabalharam integradamente com a equipe que se encontrava na planta de produção, emitindo resultados analíticos, just in time, permitindo que a fiscalização atuasse de forma decisiva no processo investigativo, tendo conhecimento dos lotes de produtos e tanques que apresentavam contaminação.

A Delegacia Sindical de Minas Gerais (DS-MG) vem parabenizar todos AFFAs envolvidos no caso (Sipov, laboratórios e demais), pela rápida resposta, na garantia da saúde pública da população brasileira.

0
0
0
s2sdefault