18
Sáb, Nov

Notícias do Sindicato

Deflagradas na manhã desta terça-feira (16/5) as novas operações da PF (Polícia Federal) envolvendo fraudes no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento têm total e irrestrito apoio do Sindicato.

Batizadas de Lucas e Fugu, as operações investigam um esquema de corrupção envolvendo servidores do Ministério da Agricultura e empresas do setor agropecuário fiscalizadas pela pasta. No caso da operação Lucas, mandados de prisão estão sendo realizados, nesta terça, em quatro estados e no Distrito Federal. Segundo informações reveladas pela imprensa, o esquema criminoso teria a participação da ex-superintendente de Agricultura no Tocantins, Adriana Carla Feitosa. Já a operação Fugu desmantelou um grupo com atuação na Superintendência Federal de Agricultura, Santa Catarina, contra o qual se apuraram diversas evidências relacionadas à proteção ilícita de empresas do ramo alimentício.

“Assim como apoiamos as investigações decorrentes da operação Carne Fraca (veja mais aqui), somos solidários às novas operações da PF, pois elas estão alinhadas aos objetivos da categoria, no sentido de aprimorarem a inspeção de produtos de origem animal e garantirem a segurança dos alimentos que vão às mesas das famílias”, disse o presidente do Anffa Sindical, Maurício Porto.

Para o dirigente, os novos episódios envolvendo articulações escusas dentro do Ministério reforçam ainda mais a tese defendida pelo Sindicato de que a ingerência política está corroendo a pasta. “É passada a hora de implementarmos o processo meritocrático na ocupação de cargos, acabando de vez com a indicação política para gestores dentro do Ministério da Agricultura”, reforçou.