23
Sex, Ago

Notícias do Sindicato

Os diretores Rômulo Spinelli (Departamento de Relações Institucionais) e Ulysses Thuller (diretor suplente e delegado sindical de SP) participaram, representando o Anffa Sindical, na tarde desta terça-feira (06/12), de Seminário Internacional de Previdência Social. Aberto ao público, o evento, organizado pela Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social e conduzido pelo senador Paulo Paim (PP), aconteceu no auditório Petrônio Portela, no Senado Federal, e contou com a participação de servidores, professores e entidades sindicais de diversos setores.

De acordo com Rômulo Spinelli, a audiência abordou os danos das propostas do governo Temer contidas na Reforma da Previdência. “Os debates concluíram que o Governo está querendo colocar, equivocadamente, os gastos sociais como o causador do déficit previdenciário, e está deixando de analisar as verdadeiras razões como os gastos com juros da Dívida Pública, a ausência de revisão das fiscalizações tributárias (renúncias fiscais) e de uma auditoria profunda das dívidas públicas, além, é claro, da corrupção instalada no País”, explicou o diretor.

Entre outras regras propostas pela gestão Temer para Reforma da Previdência, o texto fixa que o trabalhador que desejar se aposentar recebendo a aposentadoria integral deverá contribuir por 49 anos, além de estabelecer idade mínima para aposentadoria de 65 anos de idade. Se aprovadas, as propostas, já encaminhadas ao Congresso Federal (PEC 287), irão atingir trabalhadores dos setores público e privado e a única categoria que não será afetada pelas novas normas previdenciárias é a dos militares.

Ainda segundo Spinelli, o Plenário se colocou contra a Reforma da Previdência e concluiu, ao fim do debate, a necessidade de se mobilizar a sociedade pelo veto da PEC. “A Reforma é extremamente danosa tanto ao servidor público como ao trabalhador privado, pois tira do cidadão o direito sagrado da aposentadoria. Com as propostas, será muito difícil o cidadão se aposentar antes do 75 anos. É uma atitude inconsequente do nosso Governo”, alertou.
 

0
0
0
s2sdefault