15
Ter, Out

Notícias do Sindicato

Inicia-se no dia 8 de dezembro e estende-se até o dia 16 as inscrições para processo seletivo interno do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) que irá compor quadro de acesso para Adidos Agrícolas. Com 75 vagas disponibilizadas, à inscrição é restrita a servidores do Ministério e as provas serão aplicadas em todos os estados.

Para explicar detalhes acerca do processo seletivo e sobre a importância da inscrição dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (AFFAs), estiveram presentes na sede do Anffa Sindical, na tarde desta quinta-feira (01/12), o coordenador geral de temas sanitários e fitossanitários da SRI do agronegócio, Leandro Feijó, e Laucir Gonçalves, AFFA integrante da Coordenação de Gestão de Adidos Agrícolas.

“Foi uma grande luta conseguir mudar a legislação para que somente servidores do MAPA pudessem participar desse certâme. A gente percebeu a grande dificuldade que é para o MAPA tratar temas de ordem sanitária e fitossanitária sem um AFFA nos postos dos diferentes países”, afirmou Leandro Feijó aos membros da Diretoria Nacional Executiva (Direx) e do Conselho de Delegados Sindicais (CDS), participantes da reunião.

Feijó alertou os delegados sindicais sobre a importância de levar a notícia do processo seletivo a todos os AFFAs e, especialmente, em se desmitificar a ideia de dificuldade que existe em torno do concurso para Adidos Agrícolas.

“Muitos colegas pelo Brasil têm plenas condições para concorrer de igual para igual com qualquer outro e estar dentro do quadro de acesso para Adidos Agrícolas”, ressaltou o coordenador.

Dando prosseguimento às explicações acerca da Seleção, a AFFA Laucir Gonçalves, na ocasião representando a coordenadora de Gestão de Adidos Agrícolas Edilene Cambraia, explicou as etapas que irão definir os servidores a compor o quadro de acesso para adidos.

“Além de se inscrever pela internet entre os dias 8 e 16 de dezembro, os interessados às vagas devem encaminhar, via correios, à Esaf, também até o dia 16, a documentação pedida no edital. Em janeiro, a prova escrita será aplicada em todos os estados onde houverem candidatos inscritos, e terá questões de português, inglês, conhecimentos do agronegócio, além de redação”, explica Laucir.

Ainda segundo a secretária geral da DS-DF, os selecionados na prova escrita deverão participar de prova oral de língua inglesa e técnica comportamental, em Brasília.

“Após finalizado esse processo, será publicada portaria informando os postos que serão abertos para 2017 e os selecionados para o quadro de acesso poderão se candidatar a até 3 deles”, informou. De acordo com Laucir, a expectativa é de que sejam abertos 10 postos para a próxima seleção.

 


Importância de participação dos AFFAs


Finalizando a explicação sobre o processo seletivo para o quadro de acesso de adidos agrícolas, Laucir Gonçalves falou sobre a importância de a Categoria preencher o maior número possível de vagas disponibilizadas pelo MAPA. 

“O posto de adido agrícola foi uma briga nossa e, quando conseguimos criá-lo, a seleção foi aberta a várias categorias, de diversos órgãos como Conab, Embrapa, entre outros. Foi uma briga nossa, conseguir que esses postos fossem restritos aos servidores do MAPA. É um avanço, mas ainda não representa a importância da nossa Categoria. Temos que preencher essas vagas, que são nossas, para que possamos continuar lutando e que, futuramente, sejam restritas aos AFFAs”, enfatizou a colega.

Para acessar o edital do Processo Seletivo, clique aqui.
As inscrições poderão ser realizadas, em breve, através do link http://enagro.agricultura.gov.br/adidos-agricola ou esaf.fazenda.gov.br


 

0
0
0
s2sdefault