21
Dom, Out

Notícias do Sindicato

Aconteceu, na manhã desta quinta-feira (09/08) a audiência com o ministro do Planejamento, Esteves Colnago, que foi solicitada pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi, com a participação dos dirigentes do Anffa Sindical, realizada no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), em Brasília.

Na ocasião, os dirigentes sindicais, que tinham por objetivo retomar as negociações com o Governo, expuseram seus principais pleitos, como o nivelamento salarial com as demais carreiras de auditoria e fiscalização, a realização de um novo concurso público, além do Adicional de Fronteiras, que é um incentivo aos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (AFFAs) que trabalham em regiões fronteiriças.

De acordo com Porto, Maggi, desde o início, foi enfático em defender a carreira e sua importância para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “Blairo legitimou de forma muito pontual a categoria. Argumentou sobre o que percebeu em dois anos e meio de gestão e caracterizou com primazia, destacando a essencialidade da carreira para a agropecuária Brasileira”, afirmou.

Por sua vez, Colnago, que recebeu de forma muito positiva todos os presentes e considerou de forma atenciosa todas as demandas, relatou as dificuldades enfrentadas em sua pasta no momento. O ministro afirmou ainda que todos os pleitos são justos, mas que o orçamento é apertado. O dirigente solicitou ainda que o Anffa Sindical contate o secretário de Gestão de Pessoas do Planejamento, Augusto Akira Chiba, para que seja dada continuidade a tratativa de todas as propostas pleiteadas.

O secretario de Defesa Agropecuária, Luis Eduardo Pacifici Rangel, que também esteve presente na reunião, reforçou a necessidade de fazer valer o aviso ministerial 41, além da necessidade de autorizar, para o ano que vem a consumação de um novo concurso público, contemplando as demais categorias de Auditores Fiscais Federais Agropecuários.

Mobilização

O coordenador do Comando Nacional de Mobilização (CMM), Welciton Alves, juntamente com o coordenador do Conselho de Delegados Sindicais (CDS), Janus Pablo, estiveram presentes na audiência de hoje, em função da reunião que está acontecendo desde ontem (08/08) do Comando Estadual de Mobilização (CEM).

“O comando já traçou as estratégias de mobilização. O tipo do movimento vai depender da reunião que estamos aguardando com secretário de gestão, Augusto Chiba, e, enquanto isso, a categoria permanece mobilizada. Amanhã, o Comando irá divulgar mais um comunicado contendo as estratégias após esta audiência. Vale lembrar que, embora tenhamos achado a reunião positiva, pois tivemos o compromisso de que vão trabalhar o nosso tema, precisamos correr de forma mais acertada atrás dos nossos objetivos”, declarou Alves.

Segundo Pablo, ficou claro na reunião que o trabalho feito nos bastidores é muito importante. “O trabalho de articulação política, neste caso realizado pela Direx, é revelado no exato momento da reunião. É nítido que o trabalho da Diretoria Executiva está sendo desenvolvido com robustez e determinação”.

O vice-presidente declarou que este é o momento de manter o empenho vivo entre a categoria. “Não podemos nos desarmar mediante um posicionamento positivo. Esta é a hora de nos mantermos mobilizados e ganharmos forças para conquistamos os nossos objetivos”. 

0
0
0
s2sdefault