18
Qua, Set

AFFA na mídia

O cenário atual do uso de agrotóxicos na cultura da soja foi o tema central da palestra do chefe do Serviço de Fiscalização de Insumos e Sanidade Vegetal -SISV/SFA-PR, AFFA (Auditor Fiscal Federal), Marcelo Bressan, durante a 37ª edição da Reunião de Pesquisa de Soja, ocorrida nesta quarta-feira (26), em Londrina (PR). O evento segue até quinta (27).

Um dos assuntos de destaque apresentados pelo AFFA foram as principais mudanças propostas na nova lei dos agrotóxicos, em discussão no Congresso Nacional, por meio do Projeto de Lei nº 6.299, de 2002. Marcelo Bressan explicou que o futuro do uso dos agrotóxicos na cultura da soja, com ou sem a aprovação da nova lei dos agrotóxicos, terá desafios a serem trabalhados pela pesquisa.

Bressan também expôs alguns dados sobre os registros de agrotóxicos para o controle de pragas na cultura da soja. São 2053 agrotóxicos registrados para a cultura, praticamente o mesmo número do total de agrotóxicos registrados para todas as culturas do país, que é de 2165 produtos, segundo ele. Entre todos os agrotóxicos registrados, a soja conta ainda com 155 agrotóxicos biológicos, praticamente todos classificados como pouco tóxicos ou de pouca periculosidade ao meio ambiente. Um destaque importante colocado no evento é que o número de agrotóxicos biológicos registrados nos últimos 4 anos mais que triplicou, quando comparados com os registros de quatro anos anteriores.

Ainda sobre o assunto, ele comentou sobre as críticas recentes de parte da sociedade após a liberação do registro de mais 42 agrotóxicos este ano, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e chamou-as de “injustas”, pois a maioria é de produtos genéricos, ou seja, de processo mais simplicado e que não contêm novas moléculas. “Esse resultado só mostra que está havendo mais eficiência e, consequentemente, redução do valor dos insumos, que é um compromisso do Governo com os produtores", disse.

Entre os desafios, o AFFA levantou a busca cada vez maior de alternativas sustentáveis, com objetivo de manter a produção de alimentos e riqueza para o país, mas com atenção ao meio ambiente e à saúde. "Para isso, a área de pesquisa pode nos ajudar muito nessa responsabilidade”, conclamou.

O chefe do Serviço de Fiscalização de Insumos e Sanidade Vegetal do Paraná aproveitou a oportuniade também para explicar ao público presente, composto de pesquisadores, profissionais de Agronomia e produtores rurais sobre a necessidade de novos concursos públicos para a carreira de AFFA para que os trabalhos sejam mantidos de acordo com a necessidade do setor agropecuário. “Na agricultura, tudo o que se investe retorna para a economia. Ajudamos a gerar renda para os municípios e o trabalho de fiscalização, de despacho de mercadorias e outras atividades estão incluídos nesse processo. A ministra está empenhada nessa missão, apesar dos desafios”, defendeu ele.

Além da palestra de Marcelo Bressan, o evento, que é promovido pela Embrapa Soja, traz também na programação dados sobre a safra de soja 2018/19, e três painéis, que abordam os temas: “Desafios e oportunidades da soja nos sistemas com algodão, milho/sorgo e cereais de inverno; “Erros e acertos no uso das ferramentas genéticas no manejo fitossanitário” e “Efeitos do déficit hídrico na cultura de soja e estratégias de mitigação do estresse”.

 

Confira aqui a programação completa do evento.
 

0
0
0
s2sdefault