19
Dom, Ago

AFFA na mídia

Muita coisa mudou desde que o Ministério Público - junto com Ministério da Agricultura e Secretaria da Agricultura - deflagrou a primeira etapa da Operação Leite Compen$ado, no dia 8 de maio de 2013. Passado o período inicial, de dano à credibilidade da cadeia e de desconfiança do consumidor, foi necessário investir para reconquistar a imagem do produto - o que pode ser melhor analisado no momento em que completam-se cinco anos da descoberta das fraudes.

O impacto da Operação Leite Compen$ado pode ser constatado por meio dos números. Foram efetuadas 82 prisões e 98 apreensões de veículos. O total de denunciados ficou em 276, sendo que 17 pessoas foram condenadas a penas que chegam a até 18 anos de prisão - alguns ainda cumprem pena no regime semi-aberto. Calcula-se que os Termos de Ajustamento de Conduta (TACs) firmados com as empresas durante o período resultaram em R$ 12 milhões em indenizações a título de dano moral coletivo.

A operação resultou em 82 prisões, 98 apreensões de veículos, 276 pessoas denunciadas e 17 condenadas a penas que chegam a até 18 anos.

A descoberta das fraudes prejudicou a imagem da indústria, mesmo aquelas que não tiveram envolvimento com adulterações. Em razão disso, empresas do setor criaram mecanismos de modo a aperfeiçoar os processos de controle. Entre as estratégias estão o pagamento de um bônus ao produtor por qualidade, além da adoção de processos de rastreabilidade do produto. Visando reconquistar o público e fomentar novos hábitos de consumo, a indústria também ampliou o leque de produtos.

A modernização chegou também às propriedades rurais, onde o produtor foi incentivado a substituir os antigos resfriadores de imersão por tanques que reduzem a temperatura do leite de forma mais homogênea. Porém ainda há entraves ao investimento dentro da propriedade. O principal deles é o preço pago pelo litro do leite, alvo de reclamação de muitos produtores, que já convivem com as perdas provocadas com a quebra de empresas denunciadas pela operação.

No momento em que completam-se cinco anos da primeira fase da Operação Leite Compen$ado, o Correio do Povo percorreu propriedades rurais, indústrias e órgãos públicos para contar o que mudou desde que as adulterações foram reveladas. 

 

Correio do Povo

0
0
0
s2sdefault